Brasil, 2 de dezembro de 2021

SIGA NOSSAS REDES

Golpe na fé – Sexo, luxo e muito dinheiro marcam derrocada de João de Deus e Padre Robson

Robson e Joa de Deus

Se a Bíblia diz “não use o nome de Deus em vão”, o que diriam os profetas sobre aqueles que usam o nome de Deus para se locupletarem com sexo, luxo e dinheiro, muito dinheiro?

Pois é exatamente isso que dois líderes religiosos da linha de pregadores-celebridades faziam por trás do uso indevido de instituições amparadas na religião e na fé de milhões de devotos Brasil afora e até no exterior.

Casa de luxo na praia. Imóvel do Padre Bilionário

É o que mostram processos e inquéritos em andamento contra João de Deus e Padre Robson, que caíram em desgraça por demolidores pecados terrenos depois de serem vistos como curandeiros, santos, milagreiros e terem enganado nomes de peso que vão de Xuxa a Ronaldo Fenômeno até Shirley MacLaine e Alberto Fujimori.

A queda dessas duas figuras emblemáticas joga luz no submundo de uma elite que se pensava intocável: os pregadores da fé, que normalmente não pagam impostos, acham que não devem satisfação a ninguém e, em nome Deus, cometem arbitrariedades, abusos e crimes.

João de Deus

João de Deus prometia cura espiritual e terrena para casos que nem a medicina dava jeito. O místico, que se auto denominava médium, seduziu celebridades mundiais com sua conversa, entre elas Oprah Winfrey e Naomi Campbell.

Médium de poderosos agora doente e preso

Em 2018, a casa caiu. João de Deus foi preso acusado de estupro e assédio sexual contra mais de 350 mulheres, normalmente cometidos na casa em que “curava” os pacientes. Hoje, ele coleciona condenações que ultrapassam os 60 anos de prisão.

Ao lado disso, descobriu-se que o curandeiro colecionava também uma pequena fortuna em dinheiro e imóveis, arrancados das pessoas crentes em suas capacidades milagrosas.

Padre Robson

Padre Robson é aquele tirou a pequena Trindade, ao lado de Goiânia, no estado de Goiás, do anonimato, e a tornou a segunda cidade no Brasil em peregrinação católica. Ele criou a Afipe, Associação do Divino Pai Eterno. E, em nome do Pai Eterno, de acordo com o Ministério Público, movimentou mais de R$ 2 bilhões de reais em 10 anos.

Padre Robson: fazendas, luxo e suspeita de comportamento “inadequado” em festas privadas

Grande parte desse dinheiro teria sido desviado para laranjas, que sacavam centenas de milhares de reais em caixa, além de terem comprado fazendas, postos de combustível, aviões, casas e apartamentos de luxo.

Pesam contra Padre Robson também denúncias de mal comportamento. Dono de uma chácara cinematográfica nos arredores de Trindade, existem suspeitas de que lá o Padre Bilionário promovia festas e atividades nada religiosas.

Os dois caíram em desgraça e não se trata de casos isolados. Brasil afora, messias e igrejas de toda ordem continuam explorando a fé do povo e arrancando de pobres e ricos dinheiro, esperança e dignidade.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
shutterstock_1198878751

Cinco canais do Insta com as mulheres mais gatas nas melhores poses

Você gosta de mulher bonita, mas está de saco cheio …

Poliana rocha

As maravilhosas musas dos sertanejos

Elas arrancam suspiros e cantadas nas redes sociais      …

Rolar para o topo